Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Pois é esté é o nosso mês!!!

 

E em Outubro lá estive internada no hospital.

 

A história é a seguinte:

 

Sou diabética desde os 27 anos, primeiro comecei com a Insulatard e depois como mudaram-me para outro hospital com outra médica decidimos mudar para a Lantus. Depois fiquei grávida e mudaram-me para a mixtard 30. Quando tive o meu filho, logo na primeira consulta após ter tido ele, perguntei qual seria a minha nova insulina e a médica (que naquele tempo se tornou outra, pois a que eu gostava foi para os Açores), e ela respondeu que eu estaria bem com essa insulina.

 

Passados 6 anos da mesma insulina, em que me dava umas fomes monstruosas e eu ter ganho um peso horrorroso, decidi ir a uma nutricionista fora do raio do hospital e seguir uma dieta diferente, e comecei a ter bons resultados! Emagreci 10 kilos em 1 ano e voltei ao peso que tinha antes de ter engravidado! Fiquei muito feliz e resolvi dar uma pausa há nutricionista.

 

Passado 1 mês de parar com a dieta comecei a ter problemas outra vez, o raio da glicémia descia, de uma maneira horrível, pois não me apercebia dela, era como se leva-se um estalo.

 

Fui à consulta falei do assunto, disseram para mudar niveis de insulina e etc, mas no mês a seguir, continuei com as mesmas hipos. E de repente em vez de ter 1 vez por semana, comecei a ter quase todos os dias! Principalmente na parte da manhã. E de repente era de manhã e de tarde.

 

E comecei a ir ao consultório da diabestes, pois comecei a ficar em pânico pois o meu maior medo é entrar em coma. E como a coisa não mudava, finalmente me internaram.

 

Foi um horror, a parte pior foi andarem a me alimentar como se eu fosse uma pessoa normal, tipo isto:

 

 

 Coisa que fiz bem foi tirar fotos à comida para depois a minha médica da diabetes resolver o assunto e o assunto foi resolvido!

 

Após isto finalmente mudaram a minha insulina! Agora estou a usar a Novomix 30, mas continuo com a mesma insulina rápida, que é a NovoRapid. O que descobriram é que sou sensível há insulina rápida e tenho que dar doses mais pequenas.

 

 

Agora tenho dias de glicémias altas e dias em que tenho umas glicémias de anjo. Agora aqui vai a minha dúvida...

 

Se sou sensivel a esta insulina, porque é que não a mudaram?

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:16

As malditas baixas!!!

por thathys, em 20.09.17

Ao som desta música vamos falar de baixas de glicémia...

 

Como é que posso acordar doente com uma glicémia de 290, e depois de 2 horas de dar a insulina, e de ter comido e etc, tenho uma descida de glicémia daquelas?

 

Ultimamente, tenho descidas, dia sim, dia não e não entendo! E parece que apanho um bofetada daquelas e estou no meio da descida sem sequer desconfiar dela!

 

Fico desonrientada, completamente perdida, num limbo que não parece ter fim!

E já falei com a médica e ela fala de fatores como stress, ou a insulina estar fresca demais, ou o estado em que estamos...

 

Queria tanto uma vida normal!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:01

Subidas e descidas (de glicémia)

por thathys, em 12.07.17

 

 

Highs-and-Lows-728x300.jpg

 

A minha glicémia anda de montanha russa só pode!

 

Tenho estado com muito stress pelo trabalho então desce de uma maneira...

 

Parece que levei um estalo daqueles!

 

 

 

 Depois é um sentimento de estar perdida, que não sei o que sou!

 

 

Agora e controlar esta glicémia maluca numa altura em que ainda estou a fazer dieta?

 

 

Já não sei o que fazer...

Pois ando descrontolada emocionalmente... Dá-me uns acessos de raivas de vez em quando...

 

 

Não me consigo controlar!!!

E depois quando fica alta? Fico com medo de a controlar...

 

Pois pode descer outra vez de repente!

 

Gente!!!! O que é que eu faço???

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:03

Como anda a minha diabetes

por thathys, em 27.04.17

Há dias bons e outros menos bons...

 

Como tive que tirar outro dente do ciso e com o anibiótico e o brufen ando numa nuvem de nevoeiro...

 

Por isso as glicémias andam pelos extremos e por isso esta canção e video!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:49

13062498_1710389315882975_6478143947098832443_n.jp

 Tirado daqui...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:45

A minha página de Facebook preferida!!!

por thathys, em 30.03.17

A Biabética é o máximo e eu adoro ela!!!!!!!!!!!

 

17554198_1727318887558152_3042317081853312777_n.jp

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:51

Mais links e informações

por thathys, em 08.03.17

Pelo mundo da web, existem "milhentos" sites de e sobre diabetes...

 

Eu adoro receber emails por isso tenho uma imensidão de emails de certos sites americanos sobre diabetes...

 

Aqui vai uma pequena lista:

 

Prevention - è um site sobre saúde, desporto e receitas saudáveis.

 

Diabetic Connect - É principalmente sobre diabetes, deem uma olhada pode ser que gostem!

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:56

Hipoglicémias

por thathys, em 24.02.17

A hipoglicemia é caracterizada por um nível anormalmente baixo de glicose no sangue, geralmente abaixo de 70 mg/dl. É importante não considerar apenas este número – o médico deverá dizer quais níveis são muito baixos para você.

Aumentar a quantidade de exercícios sem orientação correta, ou sem ajuste correspondente na alimentação ou na medicação; pular refeições; comer menos do que o necessário; exagerar na medicação, acreditando que ela vai trazer um controle melhor; e ingestão de álcool são causas comuns de hipoglicemia.

A hipoglicemia em situações extremas pode levar à perda de consciência, ou a crises convulsivas, sendo muito graves, e m medidas imediatas.

 

Tirado daqui

IMG_20170222_151156.jpg

É nestes momentos que abuso... Que como doces e etc...

 

Sou diabética há 13 anos e é uma coisa que eu detesto ter é estas hipos!

 

Por vezes apetece mesmo me mandar ao ar! E por vezes apetece mandar a minha médica a um sitio que eu cá sei...

 

Fico vulnerável, fico fraca, tenho de pedir ajuda... E por vezes as pessoas devem pensar que estou doida da cabeça!

E é assim.. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:36

Minha Página do Facebook Favorita!

por thathys, em 15.02.17

Texto tirado da Página Diabética Ruim.

 

A ADA é a American Diabetes Association, ou seja, uma associação de diabetes americana, e que tem como um dos seus legados criar protocolos anuais de como conduzir o tratamento do diabetes.

E dai Marina? Eu moro no Brasil....

Eu tbm, mas eles são responsáveis pelas diretrizes quando o assunto é o tratamento do diabetes, se vc parar pra ver, quase todos os médicos estão em Paris em um congresso nesse exato momento (e eu queria estar lá tbm, mas sou pobre, enfim). O que vale aqui é a pauta desse ano que foi algo do tipo: como tornar a vida do diabético mais próxima possível do normal, como deixar que ele não tenha uma vida tão sofrida?

E o melhor: como fazer com que o médico trate além da prescrição de remédios?

O que torna tudo isso muito interessante é que o meu blog tem apenas 2 anos de vida, e desde o começo sofri muitos e muitos ataques de pessoas que eram totalmente contra o que eu falo, posto, escrevo e prego. Mas incrivelmente se percebe um movimento muito forte internacionalmente de várias entidades batendo nessa mesma tecla: É PRECISO TRATAR A MENTE PARA CONSEGUIR SE TRATAR O CORPO.

Lógico que os médicos desejam número maravilhosos, gráficos lindos, variações glicêmicas impecáveis, e para isso eles prescrevem inúmeros tratamentos de ponta (e q muitas vezes é totalmente fora da realidade financeira do paciente), mas quase sempre eles deixam de pensar e analisar o lado humano daquela pessoa. Cabe ao médico além de olhar os exames laboratoriais conversar com seu paciente durante a consulta, tentar entender como ele se sente em relação a doença, perceber se existe algo fora do normal e se isso pode ser o motivo do seu descontrole. Os médicos precisam parar de olhar um número 400 no glicômetro e soltar um grito “Ahh o que a senhora comeu nesse dia pra ficar tão alta assim?” e começar a falar “Nossa, tivemos um problema aqui, o que houve? Aconteceu alguma coisa? Quer falar sobre isso?”

Somos muito mais do que um número, somos muito mais do que um gráfico do sensor, nossas emoções vão além das 6 furadas de dedo por dia, das contagens de carbo e das aplicações...

Os médicos (e até mesmo nós) devemos perceber, entender e se preocupar também com a nossa saúde mental. Vocês sabiam que a porcentagem de diabéticos tipo 1 com depressão é assustadoramente alarmante? E se vc não trata essa depressão, o paciente NUNCA irá tratar o diabetes, entrando em uma bola de neve onde o final a gente já sabe onde vai dar.

Muitas vezes me questionei se estava fazendo o correto em falar tão abertamente sobre os meus medos e sobre a bosta que é ter diabetes. Fiquei pensando que realmente os ataques que eu sofro faziam sentido. Como é que falando sobre a tristeza e os pesares da vida vou conseguir ajudar alguém? Mas percebi que quando as pessoas são encorajadas a falar sobre o que e como se sentem, tudo melhora.

Ver que entidades tão sérias, comprometidas, oficiais e enormes como a ADA apresentam trabalhos na mesma linha de pensamento me dá ainda mais força para continuar incentivando a sinceridade emocional.

Seja sincero com vc mesmo, vc não precisa ser forte o tempo todo, vc precisa entender de qual tipo de ajuda vc precisa.

Uma das frases mais TOP da ADA foi “Temos que lembrar que estamos tratando um paciente, e não só a glicemia dele.”

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:11

Diabetes e companhia...

por thathys, em 08.02.17

Hoje vamos falar de sites de diabetes...

 

Quem os conhece?

 

Eu como ando mais virada para as coisas em inglês no google aparecem os principais sites americanos...

 

Procurei em PT e encontrei este!

 

screenshot-www.apdp.pt-2017-02-08-11-22-28.png

É www.apdp.pt. Temos que nos registar, mas primeiro temos que pedir ao nosso médico de família que nos referencie.

 Depois temos Controlar a diabetes que também é um site bem interessante!

dec.jpg

 

Por hoje é tudo, vou continuar a fazer uma escolhas dos sites que acho que são para o nosso bem que nos ajudam!

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:14


Mais sobre mim

foto do autor


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Posts mais comentados


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D